Nerd Pai D'égua

Amigos Nerds de Belém que gostam muito de várias coisas

Arquivos de tags: Cabanagem

Post-Mortem Cabanagem

posmortem_cabanagem

Para conhecer o Jogo, assista o review feito pelo BelJogos em parceria com o canal História Revista:

1. Como foi que surgiu a ideia para o jogo da Cabanagem? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Eu trabalhava na época com Realidade Virtual, mas tinha vontade de trabalhar com Games Educativos. A Finep lançou uma chamada nacional para financiar jogos educativos, e eu resolvi mandar um projeto. Queria algum assunto da história do estado do Pará, inicialmente fiquei em dúvida entre a Cabanagem e a estrada de ferro Belém Bragança. Decidi pela Cabanagem, pesquisei o assunto em alguns livros e mandei o projeto, pois as ferramentas para implementação do jogo, seriam as mesmas que eu usava em Realidade Virtual. O Projeto foi aprovado (foram oito em todo o Brasil).

2. Em quais plataformas o jogo está disponível? Tem previsão de sair em outras plataformas? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Está disponível apenas para Windows. Não há previsão de disponibilizar em outras plataformas, pois foi um projeto acadêmico com recurso pré-definido no edital da FINEP, em 2006. Muito tempo se passou, a tecnologia evoluiu muito e para lançar em outras plataformas, teríamos que fazer um novo jogo, inclusive mudando alguns aspectos do roteiro e da jogabilidade, para se adequar às plataformas mais modernas (Android e iOS por exemplo).

3. Quanto tempo levou o desenvolvimento do projeto Cabanagem? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Por volta de 3 anos. Foi desenvolvido por meus orientados de TCC, do curso de Engenharia da Computação da UFPA e do Mestrado do PPGEE.

UFPA Multimídia – Jogo educativo Revolta da Cabanagem

4. Quantas pessoas estavam envolvidas no projeto? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Dois alunos de mestrado, cerca de 8 da graduação, dois para narração, um músico e um consultor, que nos forneceu mapas e imagens da Belém da época da Cabanagem. Um professor de história nos forneceu uma cópia do primeiro jornal editado no Pará, o Paraense. E outro nos indicou locais que deveríamos visitar para referências, como a fazenda do Malcher no rio Acará; e no sítio dos irmãos Vinagre, no rio Itapecuru, afluente do Acará. Fomos nesses locais, para fazermos fotos e vídeos. Fizemos isso também em prédios de Belém, da época da Cabanagem.

5. A repercussão do jogo teve impacto positivo na sua carreira? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Sim. Teve grande repercussão na imprensa (jornais e televisão) de Belém, além de publicação de artigos no SBGAMES e CBIE, alguns TCCs e duas dissertações de mestrado sobre a minha orientação. Total de 10 trabalhos acadêmicos que vocês podem conferir a seguir.

– Dissertação de Mestrado – Felipe Vaz dos Reis – JOGO DA CABANAGEM: PROJETO E IMPLEMENTAÇÃO.

– Dissertação de Mestrado – Ricardo Rodrigues Damasceno – Concepção do jogo educativo “A Revolta da Cabanagem”: enredo, cenário, interfaces, jogabilidade e áudio.

– Monografia (TCC) – Fabrício Cardoso da Silva – JOGO EDUCATIVO “A REVOLTA DA CABANAGEM” E AS TÉCNICAS DE GERAÇÃO DOS RECURSOS GRÁFICOS DE SEU AMBIENTE VIRTUAL

– Monografia (TCC) – Miguel Soares de Sousa Neto – Criação e Animação de Modelos Virtuais para o Jogo Lúdico Educacional Revolta da Cabanagem

Artigos:

Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital – SBGAMES 2008 – Jogo Educativo com Tema Histórico: A Revolução da Cabanagem (págs. 61-68)

– Simpósio de Realidade Virtual e Aumentada – SVR 2008 – Ambiente Virtual Na Região do Rio Acará do Século XIX

– Simpósio de Realidade Virtual e Aumentada – SVR 2008 – Um Sistema de Realidade Virtual Desktop para o Ensino de História

– Workshop sobre Informática na Escola – SBC 2008 – Jogo educativo sobre a Revolução da Cabanagem – Fase Pré-Revolucionária

– Jornadas de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores do IST – JEEC 2008 – Jogo Educativo Lúdico, A Revolta da Cabanagem

– Revista Universitária do AudioVisual – RUA / UFSCAR 2009 – Aspectos do desenvolvimento do jogo A Revolta da Cabanagem

6. Quais foram as maiores dificuldades durante o projeto? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Inicialmente a escrita do enredo e do roteiro, principalmente, na escolha dos acontecimentos a serem apresentados no jogo. Essa foi a minha tarefa. O artigo do SBGAMES 2008 explica bem como foi isso. As fases desses acontecimentos e os objetivos a serem vencidos pelos jogadores foi feito posteriormente pelos meus alunos. Outra dificuldade foi em relação às narrações e a música. Para a narração, consegui com a equipe que na época produzia o programa “É do Pará”, e a música procurei um professor do SAM na época, o Luís Pardal, que compôs todas as músicas do jogo.

7. Conte algumas curiosidades durante o desenvolvimento. (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): A viagem para os rios Acará e Itapecuru foram bem interessantes. Por indicação do professor de história, pegamos um ônibus para o Moju e descemos na entrada da ponte do rio Acará. Saímos bem cedo de Belém. Saímos do ônibus e descemos o barranco à esquerda, e deparamos com a casa de madeira indicada pelo professor de História. Por sorte, o dono estava e aceitou nos levar até a fazenda do Malcher. Fomos num barquinho pôpôpô. Chegando no local da antiga fazenda, onde tinha um armazém de seco e molhados e um antigo cemitério, colhemos imagens importantes que foram colocadas no jogo. Veja o artigo SVR_2008_Acará para mais detalhes. Na volta, entramos no Itapecuru, que fica bem ao lado da ponte, na direção do Mojú. Pegamos imagens no Itapecurú também, que colocamos no jogo, que vocês podem conferir nos artigos mencionados.

8. O Sr possui outros trabalhos relacionados a jogos no Portfólio? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Sim, vocês poderão ver em nosso site na UNIFESSPA alguns jogos, onde destaco o jogo sobre a Guerrilha do Araguaia, para a plataforma Android. Lá vocês podem baixar as três fases desse jogo, instalar e jogar.

9. Última pergunta: Qual a game engine utilizada e porque ela foi escolhida? Após o fim da produção do jogo, você recomenda esta ferramenta? Se sim, porque? (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Na época não tínhamos Game Engine. Usamos o Ogre3D, como renderizador gráfico, Linguagem C++, o Qt para fazer as interfaces, o PHYSX para física e colisão, o FMOD e CEGUI para sons e música, o Blender para os modelos 3D e o Gimp para as artes e edição de imagens. O Blender na época não tinha game engine. Todo o detalhamento sobre essas ferramentas e como foram utilizadas, vocês podem conferir nos trabalhos acadêmicos listados na pergunta 5.

10. Escreva uma breve bio de até 5 linhas sobre os membros da equipe. Esta vai ser a introdução de vocês para pessoas que não os conhecem. (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): A equipe do Jogo da Cabanagem não existe mais, pois o projeto terminou em 2009. Mas segue os nomes das pessoas que contribuíram com o trabalho.

Entre os  modeladores (artistas):

– Messias José Amador do Nascimento – 3Dstudio e Gimp
– Miguel Soares de Sousa Neto – Blender e Gimp
– Fabrício Cardoso da Silva – Blender e Gimp
– Ricardo Rodrigues Damasceno – Blender e Gimp

Programadores – C++, Qt, Ogre3D, e outros

– Felipe Vaz dos Reis
– Pebertli Nils Alho Barata

Músico: Luiz Pardal

Consultor: Flávio Nassar

11. Deixe seus contatos + link de site + portfólio para divulgação. (BELJOGOS)
(Prof. Manoel Ribeiro – Projeto Cabanagem): Sou o Prof. Dr. Manoel Ribeiro Filho, coordenador do LAGE (Laboratório de Games Educativos) na UNIFESSPA em Marabá. Meu contato é manoelrib@unifesspa.edu.br ou via whatsapp (94) 98164-1283. Meu CV Lattes e Escavador.